Gol no fim não tira o Rubro-Negro da zona de rebaixamento

O Vitória conquistou um importante resultado na noite deste domingo, 5, no Maracanã, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de sofrer um gol logo nos minutos iniciais da partida, o Leão correu atrás do prejuízo, foi superior ao Vasco e chegou ao empate nos acréscimos, depois de criar várias chances: 1 a  1.

O ponto ganho não foi suficiente para tirar o Leão da zona de rebaixamento. O time comandado por Vagner Mancini – que começou a rodada no 19º lugar – tem 35 pontos e ocupa a 17ª colocação.  Caso o Sport não tivesse empatado com a Chapecoense, no último lance do jogo, o Vitória teria saído do Z-4.

 

 

Pela produção durante a partida, porém, o Rubro-Negro baiano deveria ter saído com o triunfo. O problema foi ter levado um gol em lance de bola parada. Aos nove minutos, Nenê cobrou falta na área, Breno ganhou de Kanu na segunda trave e cabeceou firme. Fernando Miguel ainda tocou na bola, mas não o suficiente para evitar a bola na rede.

O time de Vagner Mancini ficou perdido após o duro golpe e cedeu espaços ao adversário. Aos 16 minutos, Mateus Vital tentou chute da entrada da área e exigiu boa defesa de Fernando Miguel.

Depois, o Leão voltou a ter calma e começou a encontrar espaços pela direita, principalmente com as subidas de Patric. Em uma delas, aos 22, o lateral direito recebeu lançamento pelo alto e cabeceou para trás. Yago tentou o chute, que bateu na zaga. Os jogadores reclamaram mão na área, mas o lance seguiu.

Ainda na primeira etapa, Tréllez ganhou de Martín Silva em velocidade e cruzou, quase sem ângulo, para a defesa do Vasco afastar. Também teve uma boa chegada de Patric, mas que terminou nas mãos do goleiro.

A melhor oportunidade da etapa inicial, contudo, ficou para os minutos finais. Após cruzamento de Yago, Tréllez deu uma casquinha de cabeça e a bola sobrou para Juninho soltar a bomba da esquerda, mas Martín Silva evitou o empate com uma boa defesa.

Artilheiro salva o Leão

No segundo tempo, foi um massacre rubro-negro. Com linhas adiantadas, o Vitória acuou o Vasco. Em vários momentos, os laterais Patric e Juninho entraram na área ao mesmo tempo, como se fossem atacantes. A pressão aumentou quando André Lima entrou no lugar de Ramon.

Aos 17 minutos, o centroavante serviu David na grande área, que perdeu bom lance com chute ao lado do gol de Martín Silva. Logo depois, Patric invadiu a área pela direita e chutou com perigo, à direita da meta vascaína.

O Vasco tentou com Andrés Ríos, que acertou a trave em chute da grande área, mas a pressão continuava sendo rubro-negra. Aos 37, Yago cruzou da esquerda. Na confusão dentro da área, a bola sobrou para Kanu cabecear e Martín Silva salvou em cima da linha.

André Lima teve ótimas chances de cabeça, mas desperdiçou. Aos 46 minutos, quando a bola foi cruzada por Patric, o atacante matou no peito e usou o pé direito para chutar forte e mudar a história do jogo: 1 a 1.

Na quarta-feira, o Vitória recebe o Palmeiras, às 20h45 (horário da Bahia), no Barradão, pela 33ª rodada. O atacante Neilton recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora da partida. No mesmo horário, o Vasco – oitavo colocado com 45 pontos – vai enfrentar o Santos na Vila Belmiro.

 

Fonte: A Tarde

Deixe uma resposta